Whatever Works


Filme americano de 2009, uma comédia dirigida e escrita por Woody Allen, com Larry David,Evan Rachel Wood, Patricia Clarkson, Ed Begley Jr, Michael McKean e Henry Cavill.O filme narra um improvável relacionamento entre um físico, com TOC e traços de hipocondria, Boris Yelnikoff, e uma jovem e ingênua, interiorana, recém-chegada a Nova York, Melodie. Ela precisou de um favor, apenas um abrigo por uma noite, o que logo transformou-se em uma semana e depois em "You can kiss the bride". Roteiro quase previsível, temos uma mãe contrária ao relacionamento, divorciada e que decide encontrar um outro parceiro para filha. Já o pai  de Melanie surge, e da mesma forma busca o autoconhecimento...Um filme cheio de surpresas, onde nunca teremos lugar para o óbvio. Embora o filme queira dar essa impressão de clichês...

Se você não é fã de Allen e tampouco gosta do ácido humor de  Larry David, co-criador de Seinfeld, melhor procurar outro filme. Sim, Larry é o protagonista e o faz brilhantemente. Narrativa do filme é recheada de comentários irônicos e muito bem elaborados sobre o que é viver.





"Barbeiro precisa de licença, médico precisa de licença, veterinário precisa de licença...Por que para se ter filhos não é necessário licença?"  Boris.

"Qual o propósito do sexo? Povoar ainda mais o planeta? Para que nós sejamos causa da própria extinção? Quando fazemos sexo, parecemos uma máquina de costura: sobe e desce, sobe e desce, sem parar. Pra quê?" 



O personagem de Larry(Boris) em vários momentos do filme quebra a quarta parede e conversa com o público, diz em uma cena que este não é um filme feito para as pessoas se sentirem bem. Balela. Porque o filme é engraçado, inteligente e muito agradável. Com uma fotografia muito bem feita e atuações que dão conta do recado. 

 Mesmo que o protagonista mostre sua visão sombria da raça humana(o que em minha opinião, é o que temos para hoje) assistir este filme é um leve solavanco para que você reflita que mesmo em um mundo, onde tudo pareça errado, aquele momento que parece do avesso, com corrupções, pessoas que insistem em querer o mal do próximo, doenças e inexistência de serviço público de saúde, pessoas mais solitárias do que nunca, vivendo em um mundo em que só olham para baixo e só sabem uma linguagem: follow, likes e views.... Mesmo que o ano novo seja somente um "presságio" da morte iminente...

Como ele mesmo diz em uma cena: 
"Qual chance do espermatozoide de seu pai ter fecundado justamente o óvulo de sua mãe? Simplesmente, o acaso. Ou quando tudo parece finito, tudo pode dar certo!








0 comentários:

Postar um comentário

"O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." (Orson Welles)

 

Google+ Followers

Follow by Email