Winter´s Bone




Drama estadunidense, ganhador do prêmio júri do Festival de Sundance (2010) baseado na obra homônima de Daniel Woodrell, de 2006. O filme foi escrito e dirigido por Debra Granik e estrelado por Jennifer Lawrence.  Ree Dolly (Jennifer Lawrence) em uma missão para encontrar seu pai, já que ele usou a casa de sua família em garantia por sua liberdade condicional e com isso, desapareceu sem deixar vestígios. Confrontada com a possibilidade de perder a casa onde mora com seus irmãos pequenos e com receio de voltar para a floresta, ela enfrenta sua alma para conseguir seu objetivo.

No filme, vemos um lado norte americano visceral, o caipira é retratado sem preconceitos e sem piadinhas. Família de Ree se alimenta de batatas, esquilos e doações de vizinhos. Sua fotografia é "fria"e dá o tom necessário de solidão e ao mesmo tempo, mostra força da sobrevivência.
É preciso muito mais do que apenas saber conseguir comida, água, construir abrigos e fazer fogueiras para sobreviver em uma situação crítica. Em muitos casos, pessoas bem equipadas e com habilidades úteis pereceram onde outras com menos conhecimento e equipamento saíram vivas. - See more at: http://www.sobrevivendo.com.br/2010/11/teoria-da-sobrevivencia.html#sthash.6zKddKDb.dpuf
É preciso muito mais do que saber onde conseguir comida, abrigo ou água, para sobreviver. O que determina sobrevivência com sucesso é o quanto, essa pessoa deseja viver.
Situações de sobrevivência normalmente são incomuns, ou seja, são situações as quais não estamos habituados. Como toda situação estranha a nós, podemos sentir um misto de emoções provenientes do stress e da ansiedade da situação. - See more at: http://www.sobrevivendo.com.br/2010/11/teoria-da-sobrevivencia.html#sthash.6zKddKDb.dpuf
É preciso muito mais do que apenas saber conseguir comida, água, construir abrigos e fazer fogueiras para sobreviver em uma situação crítica. Em muitos casos, pessoas bem equipadas e com habilidades úteis pereceram onde outras com menos conhecimento e equipamento saíram vivas. - See more at: http://www.sobrevivendo.com.br/2010/11/teoria-da-sobrevivencia.html#sthash.6zKddKDb.dpuf
Existem várias situações de sobrevivência, O nosso cérebro não está preparado para estas situações, como estava nos primórdios da humanidade e é preciso voltar a “programá-lo” para agir perante elas.

 O stress é um conceito difícil de definir e ainda hoje os investigadores têm acesas discussões sobre se o stress é uma causa, um efeito ou algo entre os dois. Dos aspectos que referi, praticamente todos podem ser resultado do stress ou em sentido contrário podem eles próprios causar stress. Sejamos então mais objetivos e falemos de aspectos mais concretos.

Psicologia da sobrevivência
Negação, Ansiedade, Medo e Pânico
Enquanto o nosso cérebro não tiver plena consciência do que aconteceu, não tomaremos decisões corretas. Negação colocará o perigo em nosso caminho, teremos tendência em não fazer nada.

Muitas pessoas em situação de sobrevivência precisam que alguém desperte para a realidade, o que pode ser complicado se estivermos sós.


Pânico é o inimigo psicológico número um do sobrevivente e afeta capacidade de raciocínio e bom senso. No filme, vemos uma personagem que consegue enfrentar com pensamento positivo, ordenando suas prioridades com sua realidade. Ela consegue ter seu medo controlado, do contrário o medo poderia impedir realização de tarefas essenciais para sobrevivência, devido paralisia do nosso corpo. E finalmente, ela conseguiu resgatar forças até de sua ansiedade que é nosso alarme natural, criou sintonia com sua mente para planejar suas ações antecipadamente.

 Ree desafiou lei do silêncio, enfrentou mentiras, fugas, ameaças oferecidas por seus parentes e com isso conseguiu saber toda verdade, sobre seu pai. Definitivamente, um filme sobre alma.


Pesquisa Revista Outdoor

0 comentários:

Postar um comentário

"O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." (Orson Welles)

 

Google+ Followers

Follow by Email