(500) Days of Summer






 "This is a story of boy meets girl. But you should know up front, this is not a love story. But is it?"

Joseph Leonard Gordon-Levitt ele é ator, diretor, produtor e escritor, indicado duas vezes ao Globo de Ouro. Sua carreira começou quando era criança, tendo participado dos filmes Angels in the Outfield, Beethoven, 10 Things I Hate About You e como Tommy Solomon na série 3rd Rock from the Sun.Ele fez uma pausa na carreira para estudar na Universidade de Columbia, mas desistiu em 2004 para prosseguir atuando novamente. Desde então ele, estrelou os filmes (500) Days of Summer(gosto muito), Inception, 50/50(fantástico), Premium Rush e Looper e também apareceu em The Dark Knight Rises, The Lookout, Manic, Lincoln, Mysterious Skin, Brick, e G.I. Joe: The Rise of Cobra. Em 2013, ele estrelou o filme de comédia Don Jon, que ele também escreveu e dirigiu. Ele fundou a companhia de linha de produção hitRECord em 2004.Zooey Claire Deschanel ela é atriz, musicista e compositora.Deschanel fez sua estreia no cinema em 1999, no filme Mumford (br: Dr. Mumford - Inocência ou Culpa?), e logo se tornou conhecida por seus papéis como coadjuvante/secundária em filmes como Almost Famous (br: Quase Famosos), de 2000, Elf, de 2003, e The Hitchhiker's Guide to the Galaxy (br: O Guia do Mochileiro das Galáxias), de 2005. Começou então a interpretar papéis principais em filmes, incluindo Yes Man (br: Sim, Senhor), de 2008, e (500) Days of Summer (br: 500 Dias Com Ela), de 2009.Toca teclado, percussão, banjo e ukelele. Ela já cantou em vários de seus filmes, e seu primeiro álbum Volume One (gravado com M. Ward sob o nome She & Him) foi lançado em 18 de março de 2008.
Atualmente, Zooey é a protagonista da série New Girl, onde interpreta Jessica Jess Day, uma professora estranha e adorável que após ser traída pelo namorado, vai morar com três caras em um apartamento. Por este papel, Zooey foi indicada à um Emmy Award e um Golden Globe em 2012.


"Por que trabalhar construindo prédios que são 'descartáveis', se posso trabalhar produzindo cartões que são eternos?" 
500 Dias com Ela, é uma fofura e para assistir ao filme, você precisa simpatizar com os atores. O que foi tarefa fácil, sou fã. O amadurecimento da atuação de Joseph é primoroso, beleza de Zooey é atemporal e o talento de Chloë Grace Moretz(irmãzinha de Tom) é surpreendente.O filme foi escrito por Scott Neustadter e Michael H. Weber, dirigido por Marc Webb(o mesmo que dirigiu a nova série de filmes do Homem Aranha, lançado em 2012)e na produção independente temos Mark Waters.O filme foi distribuído pela Fox Searchlight Pictures e estreado em 2009 no Sundance Film Festival. Foi um sucesso de público.Recebendo  aclamação da crítica, ganhando mais de US$ 60 milhões em rendimentos a nível mundial, ultrapassando o seu orçamento de US$ 7,5 milhões. 
 Muitos críticos elogiaram o filme como um dos melhores de 2009, passando por comparações a outros filmes aclamados como Annie Hall e High Fidelity. O longa também recebeu prêmios e nomeações, incluindo Scott Neustadter e Michael H. Weber recebendo o Satellite Award de 2009 por "Melhor Roteiro Original" e o Independent Spirit Award por "Melhor Roteiro". Nomeações notáveis incluíram duas no 67º Golden Globe Awards por "Melhor Filme (Musical ou Comédia)", que perdeu para The Hangover, e uma nomeação para Joseph Gordon-Levitt por "Melhor Ator (Musical ou Comédia)", que perdeu para Robert Downey Jr. por Sherlock Holmes.


Tom é um arquiteto, descontente com seu atual emprego, onde exerce função de escritor em uma empresa de cartões em Los Angeles, segue sua vida no piloto automático. Até o dia 8 de janeiro, onde ele conhece Summer Finn, nova assistente de seu chefe Após uma noite de karaoke, o colega de trabalho de Tom, McKenzie, deixa escapar que Tom é atraído por Summer ("Verão", em inglês). Nos próximos meses, Summer e Tom ficam mais perto, apesar de Summer deixar claro a Tom que ela não acredita no amor verdadeiro e não quer um namorado.
Tom mostra a Summer seu lugar preferido na cidade, de onde a vista para uma série de edifícios de que ele gosta é estragada por estacionamentos. Após vários meses de namoro, Tom entra em uma briga com um homem que estava conversando com Summer, e eles têm a sua primeira discussão. No dia 290, Summer e Tom se separam depois de verem The Graduate, um filme que Tom pensa mostrar o verdadeiro amor. Tom não leva a separação bem e os amigos de Tom chamam a irmã de um dele, Rachel, para acalmá-lo.Summer deixa a empresa de cartões. O chefe de Tom muda ele para o departamento de consolações, uma vez que a depressão não é adequada para eventos mais felizes.
Outro ponto de destaque é a maravilhosa trilha sonora. Totalmente: "Take me out tonight.And if a double-decker bus crashes into us.To die by your side is such a heavenly way to die." The Smiths. Temos outros sons como: A Story Of Boy Meets Girl, Us de Regina Spektor,  Please, Please, Please, Let Me Get What I Want de The Smiths,There Goes The Fear de Doves,  You Make My Dreams - Hall & Oates a belíssima: Quelqu'un M'a Dit - de Carla Bruni, entre outras.
Meses mais tarde, Summer e Tom dançam durante o casamento de um colega de trabalho e Summer pega o buquê. Eles se sentam lado a lado na viagem para casa e Summer convida Tom para uma festa em seu apartamento. Tom assiste à festa e vê que Summer está usando um anel de noivado. Ao ver isso, ele deixa a festa. Tom entra em uma depressão profunda, só saindo de seu apartamento para comprar bebidas e junkfood. Depois de alguns dias, ele volta a trabalhar de ressaca e deixa seu trabalho. Ele se dedica à arquitetura, faz uma lista de empresas e começa a participar de entrevistas.
No dia 488, Summer vê Tom no seu lugar preferido na cidade e eles conversam. Tom afirma não compreender as ações dela. Summer explica que ele estava certo sobre a existência do verdadeiro amor, no final das contas, e que ela descobriu em alguém todas as coisas que ela nunca tinha sentido com Tom. Tom deseja bem a Summer.
 Ou seja, primeira reflexão do filme é justamente sobre depressão, quem nunca agiu de maneira semelhante ao protagonista, jogue primeira pedra. Sair de pijamas(ou roupão) para comprar junkie food, bebidas, cigarros, no mercadinho ao lado, em uma fracassada tentativa de 'mascarar' tristezas, alguém? O filme é recheado de frases de efeito ou reflexão:

“Algumas pessoas estão destinadas a se apaixonarem uma pela outra, mas isso não significa que elas estão destinadas a ficarem juntas.”


O filme conta com uma narrativa não linear, com o olhar memorável de Tom sobre seu relacionamento fracassado. O diretor ainda nos presenteia com um mix de cores no figurino e nos apartamentos, que acompanha os personagens. Tons neutros e pastéis para Tom e a cor azul, ressaltando os belos olhos de Summer.  
A historia acontece sutilmente, mesclando momentos da vida do casal, entre começo, fim, meio ou começo, começo, meio, fim ou  fim, começo e meio. No início, entendemos que o filme não é uma história de amor. E como todo ressentimento amoroso, temos um romance cego, onde todas características do outro são adoráveis e depois com o possível declínio da 'paixão', o que era amável torna-se odioso, deplorável e horrível. O filme, retrata de maneira brilhante, o quanto podemos ser influenciáveis quando o assunto é paixão. Ficamos imersos nesse mundo obscuro, aceitando e achando maravilhoso, tudo o que o outro faz. 

Afinal de contas, todo início (o que geralmente, dura 6 meses) é encantador. Depois, acordamos desse pseudo estado vegetativo e vislumbramos o parceiro(a) ideal que embutimos no outro e aí começamos a enxergar quem realmente temos ao lado.Seus defeitos, manias, desejos, costumes,passado, presente não são tão bonitinhos e naquele momento queremos fugir do futuro,rs. Mas, nem tudo são decepções.Temos o delicioso detalhe do reencontro profissional de Tom. Parece, que após uma decepção amorosa, ficamos mais lúcidos e muitos filmes abordam isso. Como foi o caso de Mulheres O Sexo Forte(onde Meg Ryan após ser traída volta ao seu mercado profissional) com Tom foi a mesma coisa. Seu despertar para o mundo da arquitetura é um ótimo exemplo de superação.Em 500 dias com ela notamos o quanto temos a aprender com o amor, paixões, desilusões...Sejam esses sentimentos em relacionamentos amorosos ou profissionais.O filme, nos mostra como é possível encontrar novos caminhos, mesmo que esses caminhos gerem inúmeros desencontros. O que no final, pode gerar um promissor recomeço.Pode ate ser, o mais do mesmo sempre, só que com a diferença de tentar errar menos, se entregar com cautela e deixar fluir sem depositar no outro toda sua esperança do que é viver.




 



3 comentários:

  1. Maldita Summer... Brincadeira, também gosto, hahaha. A mensagem do filme é essa mesma que você captou. Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridissimo Ivanildo,

      Maldita Summer[2] rs.
      Cont.: -
      (500) Days of Autumm ? hehe...
      Adoro o Joseph!!!

      Excluir
  2. ótimo texto. e cara, esse filme é demais. tem gente q diz que odeia Summer, por isso e aquilo que ela fez. Mas e nos colocarmos no lugar dela, ou dele? E se a gnt pensar que as vzs temos pessoas maravilhosas ao nosso lado, mas que "não bate". Ele é adorável com ela, faz tudo por ela, e ela nem "tchum" pra ele, é isso, as vezes não bate, não rola "aquela quimica"... Coração é cego!

    ResponderExcluir

"O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." (Orson Welles)

 

Google+ Followers

Follow by Email