Coraline



O filme de hoje é sobre nossa pequena, invocada e sonhadora: Coraline.Um filme em stop-motion baseado no livro de mesmo nome, do autor britânico Neil Gaiman.Assisti, ao filme em 2010 e me apaixonei por ela e por seu gato. E particularmente, sou muito fã deste estilo de filme.  
Stop motion, é uma técnica de animação fotograma(ou quadro a quadro) com recurso a uma máquina de filmar, máquina fotográfica ou por computador. Utilizam-se modelos reais em diversos materiais, dentro dos mais comuns, estão a massa de modelar, ou especificamente massinha (em Portugal, plasticina). Muitos contêm sistema de juntas mecânico, com mecanismos de articulações muito complexos. No cinema o material utilizado tem que ser mais resistente e maleável, visto que os modelos têm que durar meses, pois para cada segundo de filme são necessárias aproximadamente 24 quadros (frames).
Os modelos são movimentados e fotografados quadro a quadro. Estes quadros são posteriormente montados em uma película cinematográfica, criando a impressão de movimento. Nesta fase podem ser acrescentados efeitos sonoros como fala ou música.
Dentre os filmes realizados em stop motion merecem destaque:
O Estranho Mundo de Jack (1993), de Henry Selick, A Fuga das Galinhas, A Noiva Cadáver, Wallace e Gromit, Coraline e o Mundo Secreto, O Fantastico Sr. Raposo (2009), de Wes Anderson, A Festa do Monstro Maluco (1967) e Frankenweenie (2012) São várias as vertentes do cinema criado com esta ideologia, majoritariamente trabalhos de animação, pelo o que os trabalhos ficam com um toque característico distinto.
Atualmente no Brasil a produtora Animaking esta produzindo um longa metragem na técnica stop motion chamado Minhocas, onde o Brasil será o primeiro país da América Latina a produzir em tal técnica.
Portugal também tem algumas animações em stop motion ou o verdadeiro "boneco animado", sendo a mais relevante nestes últimos temos a galardoada curta A Suspeita de José Miguel Ribeiro.As características de movimento são instáveis.Todos os filmes em Stop Motion, podem ser feitos em sua própria casa, são simplesmente as famosas "miniaturas". Pode ser usado até em uma simples brincadeira, pelo fato de ser sempre em bonequinhos, e sua animação chamar mais a atenção do público infantil.

 O filme conta a história de Coraline Jones, uma menina que se muda com sua família para uma enorme casa. Entediada, a garota descobre uma porta secreta que dá para outra dimensão, bastante similar a sua, porém, tudo aparenta ser melhor. Mas, Coraline logo descobre que há algo de errado com seus pais alternativos. Coraline descobre que eles, na verdade,são dois Bruxos que aprisionam crianças infelizes de suas famílias e que comem suas vidas e capturam seus olhos. Desesperada, Coraline foge do outro mundo, mas descobre que seus pais de verdade foram aprisionados pelos pais alternativos. Agora, Coraline terá que contar com sua bravura e sua esperteza para escapar deste mundo cada vez mais arriscado e salvar sua família real.O filme chegou a faturar mais de 16 milhões de dolares apenas no fim de semana de estreia.Neil Gaiman e  suas histórias fantásticas e misteriosas me encantam. Esse autor inglês, consegue me conquistar, sou fã de seus escritos: “Coraline” (2002); e “Sandman” (1988), uma história em quadrinhos bastante conhecida, que tem como tema o sonho e cujo protagonista é uma prosopopeia onírica chamada Morfeus.“Coraline” recebeu os seguintes prêmios: Bram Stoker por melhor trabalho para jovens leitores, em 2002, afora Hugo e Nebula por melhor booknovel, em 2003.

No filme, os pais de Coraline, enfrentam uma crise financeira e trabalham sem parar em um catálogo de plantas e dão pouca atenção à filha, isso resulta na busca de Coraline por essa fantasia(do mundo secreto) neste mundo ela consegue se expressar, viver aventuras e o tão sonhado 'amor de família'. Essa desenvoltura de Coraline no incrível universo dos sonhos consegue demonstrar suas reais intenções.Parece, que neste mundo ela foge do 'sufoco' que é sua 'vida familiar' e consegue se expressar. Levando-se em conta que a história de Neil Gaiman aborda a relação entre mãe e filha, e suas crises.
A mãe boa do sonho acaba decepcionando Coraline quando lhe pede que a deixe costurar botões no lugar dos olhos e a menina logo descobre que a mãe do mundo paralelo devora olhos e almas de crianças. Essa mãe perseguidora e devoradora teria persona esquizoparanóide?

Segundo, Irene Mello Carvalho, em seu livro Introdução à Psicologia das Relações Humanas. Esquizoparanóide é indivíduo que apresenta sintomas característicos de esquizofrenia e paranoia.
 O filme ilustra bem a manifestação sádica do instinto de morte quando a mãe má primeiro torna o amigo de Coraline mudo de acordo com a própria vontade da menina, e então costura a boca dele formando uma expressão de sorriso.
O filme também tem algumas referências ao clássico Alice de Lewis Carroll, como a figura materna opressora e castradora ( Rainha de Copas), a passagem para o outro mundo em forma de túnel e o personagem do gato que surge inesperadamente para guiar a menina. Um filme, que consegue unir um imaginário muito bem construído. O filme é lírico, dramático, lúdico e essencial para aqueles[como eu] são fãs desse estilo de história realizado em stop motion.

Uma história brilhantemente, contada por Neil Gaiman, com elementos inquietantes e necessários.Não por acaso, nosso autor parece ter predileção por Psicanálise, como demonstra em seu outro personagem Orquídea Negra, trama envolve a morte da Orquídea Original e a nova versão investigando o que aconteceu. Há até uma passagem no Brasil. Mas, isto é papo para outro texto, ok?





4 comentários:

  1. Eu não conhecia o mote da história de "Coraline" Patrícia e me interessei bastante, vou procurar o filme... Gostei da introdução na qual voc~e explicou a técnica stop motion. Ótimo texto querida!!!

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2013/03/os-sapatinhos-vermelhos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Queridão!
      Lerei o seu daqui a pouco,rs.
      Besooooooooos

      Excluir
  2. Coraline é um filme muito legal, tem uma trama melancólica, mas divertida e otimista. Vc já assistiu ParaNorman? É feito com a mesma técnica, além de ter uma história deliciosa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. O livro eu não cheguei a ler, mas gosto das estórias do Gaiman. O filme é sensacional, animação de primeira linha, Henry Selick mereceu um crédito a nível de diretor no gênero já fazia tempo depois da frustação de não ser tão reconhecido pelo "Estranho Mundo De Jack" do Tim Burton.

    Bjs.

    ResponderExcluir

"O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." (Orson Welles)

 

Google+ Followers

Follow by Email